Dos mais belos seres,queremos mais,
Que de tal forma que não finde jamais a rosa da beleza,
Mas enquanto as mais maduras decrescem com o tempo,
Seus rebentos jovens possam relembrar a sua memória:
Mas tu,contratadas a seus lindos olhos,
És alto_ suficiente na luz de tua chama com tua beleza,
E crias a fome,onde esta a abundância,
Inimiga de tu mesma,tu,que és tão doce,a ti mesma tão cruel.
Hoje frescamente ornamentadas o mundo,
E pareces a única capaz de anunciar a abundância da primavera,
Mas eis que dentro de teu próprio botão enterra tua essência,
E, tolinha,ocasionas um desperdício na natureza,
Tem pena do mundo,ou então isso seria egoísmo,
Consumir o quinhão que ao  mundo se deve,e isto ao túmulo,e a ti mesma.

0 comentários:

Postar um comentário

Autora

Autora
Daiani, 24 anos, apaixonada pelos livros do Nicholas Sparks

Seguidores

Redes Sociais

Tecnologia do Blogger.

Postagem em Destaque

Resenha À Primeira Vista-Nicholas Sparks

Livro: À Primeira Vista Autor: Nicholas Sparks Editora: Arqueiro Ano:2005 Sinopse:Jeremy Marsh tinha três certezas: jamais se muda...

Postagens Populares

RESENHA MAIS VISUALIZADA 1

RESENHA MAIS VISUALIZADA 1
Simplesmente Você

2

2
Livros que me fizeram chorar

3

3
Livros Para Ler Em Um Dia

4

4
Um Personagem em Minha Vida

5

5
As Vezes Olho Para O Céu E Te Vejo

Visualizações de página do mês passado