Sophie sempre quis ir a um evento da sociedade londrina. Mas esse parece um sonho impossível. Apesar de ser filha de um conde, ela é fruto de uma relação ilegítima e foi relegada ao papel de criada pela madrasta assim que o pai morreu.

Uma noite, porém, ela consegue entras às escondidas no aguardado baile de máscaras de Lady Bridgerton. Lá, conhece o charmoso Benedict, filho da anfitriã, e se sente parte da realeza. No mesmo instante, uma faísca se acende entre eles.

Infelizmente, o encantamento tem hora para acabar. À meia- noite, Sophie tem que sair correndo da festa e não revela sua identidade a Benedict. No dia seguinte, enquanto ele procura sua dama misteriosa por toda a cidade, Sophie é expulsa de casa pela madrasta e precisa deixar Londres.

O destino  faz com que os dois só se reencontrem três anos depois. Benedict a salva das garras de um bêbado violento, mas,  para decepção de Sophie, não a reconhece nos trajes de criada. No entanto, logo se apaixona por ela de novo. Como é inaceitável que um homem de sua posição se case com uma serviçal, ele lhe propõe que seja sua amante, o que para Sophie é inconcebível.


O que esperar desse livro? Uma releitura fantástica de Cinderela.

Embora toda a criadagem soubessem da verdade_ ninguém ousava dizer_ que Sophie era filha bastarda do Conde de Penwood, ela foi criada como pupila. Vivia no luxo, tinha tutora e alimentação. Seu castelo começa a cair quando o Conde casa, seu sonho de ter uma família é interrompida pelo ódio crescente da madrasta e seu castelo cai de vez quando o conde morre e ela vira criada de Areminta.

Um baile de mascaras na casa de lady Bridgerton e duas vidas transformadas para sempre. Nesse baile Benedict e Sophie se apaixonam mas ele não sabe quem ela é. O tempo passa, três anos para ser preciso e Benedict salva Sophie e não a reconhece nos trajes de criada.
 
Depois de muitas brigas, depois de muitos beijos eles se entendem e todos os segredos são revelados, desculpas aceitas e felizes para sempre.

Tem duas partes importantes, a primeira é Colin e Penelope. Segundo, mais uma pista de quem pode ser a Lady Whistledown, o meu palpite é Eloise. E o seu?

"Ele não podia deixar Sophie ir embora. Ela partira- a maravilhosa e misteriosa "ela", pensou com um sorriso amargo-, a única mulher que tocara seu coração.
A mesma mulher que sequer lhe dissera o próprio nome.
Mas agora havia Sophie, e ela mexia com ele de uma forma que Benedict não sentia desde o baile de máscaras. Estava cansado de se consumir por uma mulher que praticamente não existia. Sophie estava ali, e seria dele.
Além disso, pensou com determinação, Sophie não iria deixá-lo.
_ Eu posso viver com você me odiando_ disse ele em direção à porta fechada_ Só não posso viver sem você."

Um comentário:

  1. Adoro romances históricos, e sempre fiquei curiosa para ler os livros da Julia! Você foi indicada para responder o Liebster Award:http://coisosecoisas.blogspot.com.br/2015/05/tag-liebster-award.html
    Bjks =)

    ResponderExcluir

Autora

Autora
Daiani, 24 anos, apaixonada pelos livros do Nicholas Sparks

Seguidores

Redes Sociais

Tecnologia do Blogger.

Postagem em Destaque

Resenha À Primeira Vista-Nicholas Sparks

Livro: À Primeira Vista Autor: Nicholas Sparks Editora: Arqueiro Ano:2005 Sinopse:Jeremy Marsh tinha três certezas: jamais se muda...

Postagens Populares

RESENHA MAIS VISUALIZADA 1

RESENHA MAIS VISUALIZADA 1
Simplesmente Você

2

2
Livros que me fizeram chorar

3

3
Livros Para Ler Em Um Dia

4

4
Um Personagem em Minha Vida

5

5
As Vezes Olho Para O Céu E Te Vejo

Visualizações de página do mês passado